Monteiro

Os patriarcas da família Monteiro em Iepê foram Antonio José Monteiro eMariana Francellina de Jesus. Antonio José nasceu por volta de 1843, em Brotas, filho de Manoel José Monteiro e Venancia Monteiro. Mariana Francellina nasceu por volta de 1854, em Mogi Mirim, filha de José Bento de Oliveira e Maria Teresa de Jesus.
Na década de 1920, Antonio José, morador em Pederneiras, participou de um leilão em Campos Novos Paulista, no qual arrematou uma gleba com cerca de 200 alqueires, situada no local mais tarde conhecido como Água da Vala, no atual município de Iepê.
Naquela época, o filho caçula de Antonio José, Joaquim José Monteiro, morava em Palmital e tempos depois, em 1925, foi tomar posse da nova propriedade, para onde, mais tarde, também se transferiram seus pais e alguns irmãos.
Antônio José faleceu em Iepê, aos 16/10/1928, com declarados 85 anos de idade. De acordo com o relato de familiares, foi o primeiro católico a ser sepultado do lado esquerdo do corredor central do cemitério de Iepê, onde até então só haviam sido sepultados protestantes. Mariana Francellina também faleceu em Iepê, aos 20/09/1939 e foi sepultada junto ao seu marido.
Antonio José e Mariana Francellina tiveram os filhos: Pedro, José (Zequinha), Joaquim José, Francisco José, Luiz José, João, Maria Venancia, Francisca, Rita, tendo alguns destes também constituído família em Iepê.
Cabe ressaltar que a família Monteiro participou ativamente de dois momentos importantes da história de Iepê: em 1927, quando da sua elevação a Distrito de Paz e, em 1944, quando de sua emancipação político-administrativa.
Segue abaixo parte da descendência de alguns filhos de Antonio José e Mariana Francellina que foram para Iepê:

1. Joaquim José Monteiro nasceu no dia 1º de abril de 1902 em Pederneiras – SP, onde foi batizado aos 29/05/1902, tendo como padrinhos Joaquim José Monteiro e Maria Constancia do Espírito Santo. Casou-se aos 08/10/1922, em Lençóis Paulista, com Alexandrina Luiza, nascida aos 15/12/1905, em Lençóis Paulista, onde foi batizada aos 30/01/1906, tendo como padrinhos Fabrício José Monteiro e Maria Julia de São José. Era filha de Manoel Luiz Ferreira Junior e Maria Rita de Jesus. Em 1924 Joaquim José e Alexandrina Luiza se mudaram de Lençóis Paulista para Palmital e de lá para Iepê, onde chegaram no dia 28/08/1925, após uma exaustiva viagem em carro-de-bois, que durou dois dias. Passaram a morar e a trabalhar na propriedade rural da família, na Água da Vala. A cidade de Iepê, que naquela época ainda se chamava Patrimônio da Liberdade, estava no início e Joaquim José muito colaborou com seu desenvolvimento, ajudando, entre outras coisas, na abertura das ruas. Usava para tal fim uma pequena carrocinha – espécie de caçamba – com a qual transportava a terra que era tirada durante a abertura das novas ruas. Ele trabalhava na lavoura a semana toda e, mesmo assim, ainda colaborava com esse trabalho aos sábados e domingos. Trabalhou durante muitos anos puxando madeira para serrarias de Iepê com um “carretão de boi”. Possuiu também em Iepê, por vários anos, um armazém localizado na Rua São Paulo, adquirido do Sr. Ranulfo Fausto de Matos, que ficava sob os cuidados de seus filhos Elza e Manoel (Neco). Anos mais tarde, vendeu o armazém para sua filha Deolinda (Doca), que o transformou num bar, no qual trabalhou por cerca de quarenta anos. Joaquim José e Alexandrina Luiza faleceram em Iepê, ele no dia 28/03/1965 e ela no dia 14/11/1982. Tiveram os filhos:
1. João, nascido por volta de 1923 em Lençóis Paulista, onde faleceu prematuramente;
1.2 Armelindo, nascido aos 28/01/1925, em Palmital. Casou-se com Lourdes Nunes, filha de Quirino Inácio Nunes e Ana Paula do Carmo. Pais de: Diomar, João Batista, Lúcia, Tânia e Edson;
1.3 Irene Maria (Nena), nascida aos 16/12/1926 no Patrimônio da Liberdade, atual município de Iepê, onde foi batizada aos 30/01/1927, tendo como padrinhos Fortunato de Oliveira e Maria Messias de Oliveira. Casou-se com Francisco Ramos Pereira (Chico Tamiro). Pais de: Laura, Maria Odete, Abel, Maria Júlia, Pedro César, Maria Tereza e Nice;
1.4 Júlia, nascida aos 23/02/1929 em Iepê, onde foi batizada aos 16/08/1929, tendo como padrinhos Vicente Ribeiro e Leonor Ribeiro. Faleceu prematuramente, aos 13/11/1931, e foi sepultada no extinto cemitério de São Roque;
1.5 Deolinda (Doca), nascida aos 09/01/1931 em Iepê, onde também faleceu aos 15/08/2011. Casou-se com Arlindo Inácio Nunes, filho de Quirino Inácio Nunes e Ana Paula do Carmo. Pais de: José Carlos, Creusa, Lourdes e Eliana;
1.6 Amélia, nascida aos 20/04/1933 em Iepê. Casou-se com Joaquim Vicente da Silva, filho de Sebastião Vicente da Silva e Carmem. Pais de: Zuleika, Graciema, Carlos, Noé, Davi, Zaqueu e Cássia;
1.7 Noé, nascido aos 09/05/1935 em Iepê. Foi casado com Ana Pelissari, filha de Francisco Pelissari e Maria, com quem teve os filhos: Lucas, Eliana, Sandra, Márcia, Olavo e Sônia. Teve com outras esposas os filhos: Joaquim, Adriana, Alexandrina, Alessandra, Armelindo e Noelcio;
1.8 Roque, nascido aos 14/10/1937 em Iepê, onde foi batizado aos 20/02/1938, tendo como padrinhos Antonio Ribeiro de Oliveira e Rita Maria das Dores. Casou-se com Ilia Eduardo Damasceno, filha de Faustino Eduardo Damasceno e Aldivina Candida de Jesus. Roque faleceu aos 11/01/2011 e foi sepultado em Iepê. Pais de: Ieda, Vera, Joana D’Arc e Valéria;
1.9 Manoel (Neco), nascido aos 22/05/1940 em Iepê, onde foi batizado aos 29/06/1940, tendo como padrinhos João Marcondes dos Santos e Sebastiana Maria de Oliveira. Casou-se com Laura Atência, filha de Geraldo Atência e Isaura da Rosa. Pais de: Marco, Márcio, Marta e Marcelo;
1.10 Elza, nascida aos 16/02/1943 em Iepê. Casou-se com Mário Nunes da Silva, filho de João Pereira da Silva e Olinda Nunes da Silva. Pais de: Lúcia Iara, Lúcia Inês, Valter, Cristiane e Alexandre;
1.11 Maria Aparecida, nascida morta aos 01/12/1944, em Iepê;
1.12 Maria Conceição (Cota), nascida aos 09/07/1946 em Iepê, onde foi batizada aos 09/10/1946, tendo como padrinhos Quirino Inácio Nunes e Ana Paula do Carmo. Casou-se com José Pelim, filho de André Antonio Pelim e Regina Brassal. Pais de: Luiz Carlos, Cássia Regina e Edilene Luíza;
1.13 Noemi, nascida aos 04/07/1949, em Iepê, onde foi batizada aos 20/08/1949, tendo como padrinhos Alfredo Monteiro e Josefa Braga. Foi casada comSebastião Benedito de Souza, filho de Sebastião de Souza Freire e Maria Balbina de Jesus. Pais de: Maria de Lourdes (natimorto), Luciana e Alencar.

2. João Monteiro Filho (Dão), nascido aos 05/09/1888 e falecido em Iepê aos 25/01/1963. Casou-se com Maria Helena, nascida aos 22/01/1893 e falecida em Iepê aos 16/09/1975. Pais de: Joaquim, José, Nestor, Mariana, Tereza, Ernestina, Messias, Maria e Helena.

3. Luiz José Monteiro. Casou-se com Anézia Monteiro. Pais de: Ataliba, Lazara, Pedro, Renato, Turíbio (Di) e Carmélia.

4. Francisco José Monteiro (Quitito), nascido por volta de 1897 e falecido em Iepê aos 11/09/1981. Casou-se com Dolores Saraivo Gutierrez, nascida por volta de 1903 e falecida em Iepê aos 07/07/1998. Pais de: Orlando, Antonio, Nelson, Maria, Ineusa, Anézia e Lázaro Adimael.

Fonte
• Extraído do Blog Bordados do Tempo <http://bordadosdotempo.blogspot.com.br/p/blog-page.html>.
• Documentos oficiais, registros eclesiásticos e diversos relatos orais de descendentes da família Monteiro, em especial, de Maria Conceição Monteiro, Noemi Monteiro, Alencar Monteiro e Ieda Maria Eduardo Monteiro.

  • Share: